uso óculos

perdi o antigo

mandei fazer novos. São 3 que já tinha as armações,  ou seja gastei nas lentes menos que uma armação zerada. Caso perca algum, tenho outro guardado.

Enxergo bem, hipermetropia leve, ruim para escrever, dirigir e ler.  Confesso que sempre sonhei com os aros no rosto, daí o tamanho das armações que causaram espanto num amigo “nossa, você realmente quer mostrar que usa óculos, hein?” Eu quero, realização de sonho adolescente, achava lindo, cara de inteligente.

armação comprada na feira do Bixiga por 30 dinheiros

*armação comprada no camelô em Tokyo, é uma das mais usadas pelos japoneses que tem o costume de vestir óculos como acessório.

* armação que ganhei de presente da Chilli Beans

Advertisements

6afeira animada

6afeira musicalmente histórica por aqui.  Vazou Radiohead e o clip com Thom Yorke dançando tipo bonecão do posto, tem LCD Soundsystem em São Paulo e mais um monte de festas bacanas. O dictionary.com entrou no clima

Word of the Day for Friday, February 18, 2011

libation \ly-BAY-shun\, noun:

1. The act of pouring a liquid (usually wine) either on the ground or on a victim in sacrifice to some deity; also, the wine or liquid thus poured out.
2. A beverage, especially an alcoholic beverage.
3. An act or instance of drinking.

E para entrar no clima do Neu, que hj traz o cabeça do selo ZZK, hermanos misturadores de sonoridades impactantes, segue uma faixa da última coletânea dos caras.

Cartagena by Nilda

 

e aproveite sua 6afeira :)

Venga

As tapas – aperitivos, belicos e tira-gostos espanhóis – continuam seu sucesso em terras brasileiras. Uma das boas novidades do verão carioca foi a abertura do Venga Ipanema. A primeira unidade do bar fica no Leblon e a filial no bairro vizinho abriu no fim do ano passado. A casa é uma delícia e seus peticos idem, embora o espaço seja pequeno, ou seja rapidamente lota e fila se forma na entrada.

o teto da casa e o detalhe de alguns Jamons pendurados em frente ao balcão de tapas.

Você pode ir ao balcão e escolher ali o que te interessa, ou usar o tradicional cardápio que é bem montado. Comecei com Gaspacho, uma sopa fria de tomate e pepino (e um pouco de pimentão) que é deliciosa. No pós-praia carioca é vida!

Para beber encaramos a carta (e as jarras) de sangrias variadas de vinho tinto, branco (clericot) e até sangria de espumante.  Sentamos num pequeno balcão com vista para a rua e ficamos comendo, bebendo e assistindo a vida passar em Ipanema.

Empolgada com a bebiba, a comida e o bom papo, esqueci da missão jornalística e fotografei a 2a parte da nossa refeição apenas depois que a fúria bárbara dos nossos apetites já tinha passado pelas batatas bravas, um pão com queijo divino e o sensacional ovo com gema mole e aspargos com azeite de trufas. Dava para morrer feliz na seqüência.

Os preços são ok, sempre acho que pode ser mais barato para ajudar ao orçamento do próximo, mas não achei nenhum abuso.  O causo ficou por conta da porta de ferro que fecha o bar. Alguém esbarrou no botão que fechava a porta automaticamente, então no meio da noite começa a porta a descer, o gerente a correr, um pequeno furduncio, e o botão para parar a descida mais de onde estava o gerente ficava ao meu lado, só deu para ouvir um “aperte o botão!”.

Confesso, adorei o momento cinematográfico: “Aperte o botão” naquela hora soou meio como “siga aquele carro” ou “parem as máquinas”, perfeito para fechar bem a deliciosa experiência no local.

 

Ficou curioso? Cola lá:

Venga (Ipanema) Rua Garcia d’Avila 147B – 21. 22470234

http://www.venga.com.br   // venga@venga.com.br