O Amante, Marguerite Duras

Já tinha ouvido falar de “O Amante”,  o filme, quando encontrei o livro, envolto numa cinta PB com uma foto do chinês e da menina.


da autora Marguerite Duras, confesso conhecia pouco. Agora quero ler tudo. Sua escrita é tão contundente que parece  atravessar a retina do leitor e escorrer por dentro do cérebro, impregnando o corpo. Fazia tempo que um livro não me dava torpor e calafrios.

Muito de suas obras tem referências autobiográficas, assim a infância vivida na Indochina francesa é pano de fundo para essa e outras estórias.

“O Amante” traz uma adolescente de quinze anos e meio crescendo em Saigon, com chapéu e sapato de salto alto de lamê dourado, que torna-se amante de um chinês de Cholen.

Suas reflexões são o ponto alto do livro, a maneira como ela descreve sensações, pensamentos e reações das pessoas do vilarejo, de sua família e do próprio amante.

A narrativa é fragmentada, sem cronologia, misturando de fatos e pensamentos. Escrito em 1984, é um livro pequeno, de 83 páginas, que faz com que o leitor comece a economizar as páginas para a experiência durar mais.

Advertisements

One thought on “O Amante, Marguerite Duras

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s