de novo a favela do moinho

remexendo meus arquivos encontrei essa foto:

 

 

 

 

 

essa era parte da favela do Moinho antes do primeiro incêndio. A foto foi feita no último andar de um prédio que um dia fez parte de uma grande industria. Pensava naquele dia se não seria possível recuperar ambos e transformá-los em habitação popular e centro cultural.

Ontem no VMB, como o Camilo Rocha bem escreveu, a favela do Moinho foi tema constante.

A falta de sentido dos últimos acontecimentos me levou a procurar um significado em dicionários.

O dos sonhos diz:

Ver um moinho de vento funcionando em seu sonho significa o poder da mente que abre caminhos.
Também é indicativo de seu estado emocional motivado.
Ver um moinho de vento inativo ou quebrado significa obstáculos inesperados

Do dicionário de significados:

Moinho s.m.
Engenho em que se mói o milho ou outro cereal, constituído de duas mós, uma das quais é fixa e outra movimentada por um eixo vertical.
Construção em que se acha instalado esse engenho.
Qualquer máquina semelhante para triturar grãos.
Águas passadas não movem moinhos, o que passou não merece consideração.

 

k7 e só

Grande descoberta: Strictly Cassete

 

Imagens de fitas cassete e boombox. E muito mais. Um pouco da história do rap e do hip hop através das fitinhas que traziam albuns completos, singles e maxis.

Eram uma forma forte de identificação e fortalecimento da cultura, como Raekow conta aqui sobre sua “Purple Tape“.

 

 

O aúdio original não fica disponível (ou não achei) mas dá para ouvir algumas delas  na seção de artigos.

Entrevistas com colecionadores, histórias do hip hop e o que as fitinhas representavam para a cultura naquele momento, como essa entrevista com Guru quando a fita demo dele, ainda usando o nome de Justin Nicholas-Elam Ruff, foi descoberta . A seção Rewinding vale um artigo por dia: entrevistas com nomes grandes da cena old school e sua relação com o k7. O mix disponível no papo com DJ Fakts One dá para ficar no repeat eterno.

 

 

Da galeria com a arte completa das fitinhas, vale parar horas pra contemplar as do De La Soul