links, um monte

Creio que faz mais de um mês que o rascunho desse post começou. 

 

bp1

(Victor Moriyama/AFP/Getty Images)

 

Sexo – como vivo com? como vivo sem?

Nova velha roupa colorida, ou redescobriram “gozar fora“.

“Many people who seek her out, says Aoyama, are deeply confused. “Some want a partner, some prefer being single, but few relate to normal love and marriage.” However, the pressure to conform to Japan’s anachronistic family model of salaryman husband and stay-at-home wife remains. “People don’t know where to turn. They’re coming to me because they think that, by wanting something different, there’s something wrong with them.”  Os japoneses que não querem mais trepar   – delicioso texto do Guardian (em inglês) “Kunio Kitamura, head of the JFPA, claims the demographic crisis is so serious that Japan “might eventually perish into extinction”.

e o meu amado Brain Pickings relacionou esse texto do Alain de Botton “How to Think More About Sex” ao texto do Guardian.

 

Pessoas e suas idéias

– os 40 anos de The Harder They Come por quem trabalhou no filme. Aliás, o título em português é genial “Balada Sangrenta”. Reggae Nights feelings.

jonathan franzen

– os assustadores macacos mascarados de Jacarta

Solitários mas nunca sozinhos

Camile Sproesser, catorze dias e mais dois no hospital

tentando fazer os Amish ouvir música eletrônica 

 

Nossa vida severina e digital

Ei você que coloca fotos dos filhos na Internet, parabéns, já fodeu com eles. ou, como se proteger do sistema de reconhecimento facial do facebook.

a menina de 12 anos que é gênio do Vine, via alguém que não lembro

Caipirinha Apreciation Society – podcast com música brasileira não óbvia

 

Advertisements