Bobeira do dia: Rollin Wild – what if wild animals ate fast food

pare

relaxe

play

Advertisements

Eclectic Method: Hackers

Lembro quando vi, pela primeira vez, Eclectic Method se apresentando no Lov.e

Talvez tenha sido a primeira vez que vi uma mixagem de vídeo e aúdio coerente e dançante, ainda mais com a habilidade que o trio apresentaram.

Ai a querida Cris Brandão aponta pra Hackers, video recém produzido pelo EM.

Como na página deles o EM aparece sendo uma só pessoa e na conta do Vimeo ainda se refere a três, escrevi para Jonny Wilson, que assina e se apresenta como Eclectic Method, perguntando. Ele respondeu que o projeto já teve quatro, depois três, depois duas pessoas e que desde 2011 está sozinho na empreitada.

E já que eu ia fazer uma pergunta, mandei logo três.

Sobre o vídeo de “Hackers”,  respondeu que sempre gostou das cenas de Hackers em filmes e sentia que muita gente tem essa nostalgia por eles, o quanto eles estavam presentes nos noticiarios, politica e economia. Disse  também que está “ticando” os temas da sua lista pessoal de “coisas para remixar” e esse era o próximo da lista.

Do processo de fazer o vídeo, Jonny Wilson diz que o trabalho é encontrar o encaixe entre os momentos similares dos diferentes filmes, essa parte demora entre dois dias e duas semanas, de acordo com sua experiência. Aí começa a compor a música com seus bits favoritos. Em alguns casos a música já está feita mas para Hackers ele fez a música a partir de scratchs para trabalhar com os sons do teclado digitando e modems ligando.
Outros vídeos bacanas do Eclectic Method:

 

A colagem para 99 Problems de Jay-Z

 

Um tributo para MCA

https://vimeo.com/41994540

20 anos e mais um dia….

Há vinte anos aconteceu a invasão do Carandiru pela Trope de Choque. O episódio, conhecido como “O Massacre do Carandiru”, rendeu, entre outros, a música “Diário de um Detento” do Racionais MCs

O julgamento dos policiais envolvidos estava previsto para essa semana, mas já foi adiado por questões de juri. Até hoje o único envolvido condenado foi o Coronel Ubiratan, já falecido. Luiz Antonio Fleury, governador na época, é responsabilizado por ter dado a ordem de invasão e até hoje não respondeu ao caso.

Colunas e reportagens sobre o assunto tem pipocado: Leonardo Sakamoto escreveu “Policiais são réus. Mas bem que poderia ser o povo de São Paulo. “, o Brasil de Fato trouxe uma entrevista com um sobrevivente, e o Pragmatismo Político, uma com o perito  que chegou na cena.

Indispensável é assistir a matéria da  TV Folha sobre o assunto que levanta várias questões pertinentes ao tema. Entre elas a de que o PCC e o estado de violência que vivemos hoje é conseqüência direta do massacra. Para todos aqueles que acreditam que “bandido bom é bandido morto” recomendo assistir até o fim e ouvir as conclusões do Dr. Drauzio que trabalhou no Carandiru por muito tempo.

Kiss de volta as aulas

encontrei a história da visita da banda Kiss a uma High School no Michigan em 1975 no Dangerous Minds. É tão sensacional que virou post na coluna GPS que mantenho na OiFM (ela está de volta, online no oifm.oi.com.br, no app do FB ou via app no celular). A radio mantém um blog no mesmo […]